Resenha: O Poder dos Quietos - Susan Cain

Você é daqueles que prefere falar somente o necessário? Daqueles não teria problema algum em passar o final de semana lendo um livro, ouvindo uma música ou curtindo sua família?

Acredite, você não é anti-social. É apenas introvertido. 

Em um dos meus passeios com o meu namorado pela a livraria me deparei com esse livro:





Com uma linguagem objetiva e bem fácil Susan Cain embarca no universo dos introvertidos. Sempre mostrando um exemplo prático ela tenta incluir o máximo de temas possíveis como família, trabalho, vida conjugal e social...

Albert Einstein, Barack Obama, Steven Spielberg, J.K. Rowling são alguns dos introvertidos mais bem sucedidos citados na obra.
" Uma das descobertas mais interessantes, que teve eco em estudos posteriores , foi a de que as pessoas mais criativas tendem a serem classificadas como introvertidas."
A  extroversão durante muito tempo foi sinônimo de talento e sucesso e, a introversão de fracasso, muitas vezes até doença. Ambas as personalidade podem conseguir o êxito em suas vidas basta saberem aproveitar suas características mais relevantes.


 No caso dos introvertidos, eles dedicam um tempo extra para si mesmo. Para a execução de seus projetos, convívio familiar e ambientes intimistas. Eles se sentem confortáveis sozinhos, na realidade a solidão para os introvertidos é produtiva.

"O amor é essencial; a sociabilidade opcional. Valorize aqueles mais próximos de você . Trabalhe com colegas de quem goste e quem respeite. Procure entre os seus novos conhecidos aqueles que podem cair na primeira categoria ou de cuja a companhia você goste por si mesma. E não se preocupe em socializar com os outros. Relacionamentos deixam todos mais felizes, inclusive introvertidos, mas pense mais qualidade do que na quantidade. O segredo da vida é colocar sobre si a luz certa. Para alguns são os holofotes da Broadway; para outros, uma escrivaninha iluminada."

Eles são sensíveis, observadores e notam tudo ao seu redor porque eles não se dispersam no convívio social, eles analisam ele. Grande parte deles são artistas, estudiosos ou especialistas em algo. Estão sempre produzindo e contribuindo para a sociedade mas não sentem necessidade alguma de se destacarem nela. Pelo o contrário, preferem ficar em seus mundos discretos e tranquilos.

Ela dá dicas para os introvertidos se saírem bem em ambientes sociais, estimulando-os a serem sociais mas sem perderem a sua essência. 

Eu, introvertido assumido indico esse livro para introvertidos ou para os que namoram, são casados, tem um amigo(a) assim,um aluno(a) ou funcionário(a). Você não vai se arrepender.

Fico por aqui

Até mais pessoal.

"Descubra qual deve ser a sua contribuição para o mundo e assegure-se de contribuir".


Comentários

  1. Oi Beto..
    O livro parece ser bom. Eu ainda não o conhecia e nunca tinha visto uma resenha dele.
    A narrativa de Susan parece ter te conquistado.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá Beto!!

    Passando para ver as novidades no seu blog!!

    Legal sua resenha, também não conhecia o livro e nem lido nenhuma resenha do mesmo!!

    Beijos
    Rê do Entre Resenhas.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Trilhas sonoras#1 Se Eu Ficar

Resenha: Malévola